terça-feira, 17 de agosto de 2010

[Sem título]

Teu beijo provavelmente há de ser como
Aquela fruta que sempre vejo brilhar
Vistosamente gostosa em meus sonhos,
Mas que nunca tive como provar.

Na certa só o teu abraço consegue,
Naquelas noites em que minha pele
De tanto frio e angústia se arrepia,
Aquecer meu coração, pobre de alegria.

Espero que esse teu amor, que nem sei
Se a mim pertence ou se dele sou digno,
Possa preencher esse enorme vazio
Que de mim faz refém, pobre refém.

3 comentários:

  1. Sabe, era assim que eu queria escrever. Ter esse estilo. Não consigo. Muito bom.

    ResponderExcluir
  2. essa certamente merece nota 10 muito linda mesmo.

    ResponderExcluir