quarta-feira, 18 de maio de 2011

O que sei

Eu sei pouco sobre a vida,
E o que sei de nada serve.
O que já li não se aplica,
O que aprendi não me compete.

Pouco sei o que vou ser,
Sou aquilo que não sei.
Se vou saber o que sou agora,
Não sei hoje o que serei.

O que escutei, já nem lembro,
Nem imagino o que ouvirei.
O que me dizes é importante,
O que dissestes não escutei.

Por fim hoje eu te digo,
Pra quem quiser repetirei.
Eu Te Amo mais que tudo,
É só isso que eu sei.

6 comentários:

  1. "Nada sei dessa vida
    Vivo sem saber
    Nunca soube, nada saberei
    Sigo sem saber...
    Que lugar me pertence
    Que eu possa abandonar
    Que lugar me contém
    Que possa me parar..."

    ResponderExcluir
  2. parabéns pelo texto. gostei muito! :D

    ResponderExcluir
  3. Man Apaixonado é uma coisa sem explicaçao.
    Ele se declara todo a procura de atençao.
    Pra que a moça que tiver com ele fica louca de paixao.

    ResponderExcluir
  4. muito bom poema joao victor!adorei!Nos dias de hj,nao é muito facil,encontrar pessoas que ainda tenham esse habito,de escrever e apreciar poemas!


    dayana

    ResponderExcluir
  5. Adooooro, esse povo apaixonado! ^^ Haha

    ResponderExcluir